Quem “pagará o pato” ?

Que a atual crise econômica, cujo mais recente espasmo data do ano 2008, é global, agora até mesmo os golpistas brasileiros reconhecem, o que, com efeito, seria até difícil de esconder, com os níveis de desaquecimento econômico, de endividamento, de pobreza, de concentração de renda e de desigualdade socioeconômica explodindo na Europa e nos EUA, isso também reconhecido até mesmo pelo insuspeito Banco Mundial.

Todavia, para aqueles que ingenuamente ainda acreditam na versão catastrofista da crise propagada pela mídia oligopólica brasileira, pela qual o Estado estaria quebrado, e somente restaria a toda a sociedade aceitar os sacrifícios consubstanciados nas perdas de direitos e de conquistas históricas, além do decréscimo do já minguado poder aquisitivo, seria interessante tomar conhecimento de que nos EUA, os rendimentos do 1% mais rico cresceram impressionantes 31% entre 2009 e 2012, enquanto o resto do país viu a sua renda aumentar por míseros 0,4%. Ou seja, por 04 anos apos a eclosão da atual crise, a plutocracia que domina aquele país catapultou os seus rendimentos, de forma obscena e ultrajante, em mais de 30%, enquanto o restante da sociedade manteve inalterada sua já parca renda, insuficiente para a grande maioria para custear as despesas mais básicas de uma existência digna. Não foi à toa que surgiu o indignado movimento Occupy Wall Street, logo massacrado pelo establishment daquela nação.

Fica difícil não começar a desconfiar da versão midiática da crise, sustentada pelo corrupto mainstream econômico, de quem deve arcar com todos os ônus. A chave para desmistificar o embuste passa por identificar quem dela tire proveito.

(Quem tiver interesse em se aprofundar nessa rapina dos recursos públicos perpetrada pelos parasitas do grande capital desde a eclosão do neoliberalismo no inicio dos anos 1970, tem como ótima fonte este artigo de Emmanuel Saez: https://eml.berkeley.edu/~saez/saez-UStopincomes-2013.pdf)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s